Extensão

Quais são as suas expectativas sobre a faculdade pública? Pra que ela serve afinal? Muitos dirão que a faculdade de medicina serve para formar médicos, mas não é só até aí que vai a função da universidade pública brasileira. A função da universidade se articula sobre o tripé ensino, pesquisa e extensão. A formação profissional passa pela questão do ensino. A pesquisa em saúde tem o intuito de desenvolver novos conhecimentos e tecnologias que aprimorem e desenvolvam novos métodos diagnósticos, tratamentos, ampliem nossa compreensão sobre o cuidado em saúde. Já a extensão é talvez o pilar menos conhecido e menos desenvolvido pelas universidades em geral.

A nossa faculdade, assim como diversas universidades brasileiras, por muitas vezes, ignora o fato de que fora desse ambiente acadêmico, no qual se desenvolve o ensino e a pesquisa, existe uma comunidade que, apesar de estar tão próxima, não tem acesso ao que é ensinado e desenvolvido aqui. Apesar de estarmos em uma faculdade pública, financiada pelo Estado, ou seja, pelos impostos de toda a população, o acesso ao que é aqui oferecido é extremamente restrito a uma classe economicamente favorecida. A população trabalhadora em geral pouco recebe em devolutiva de sua contribuição.

O DACA entende que a extensão deve ser uma forma de compreender, questionar e combater tais contradições, envolvendo a comunidade nas atividades acadêmicas e envolvendo os estudantes nas atividades da comunidade. Entendemos a extensão universitária como um o processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa e viabiliza a relação transformadora entre universidade e sociedade. Esse fluxo, que estabelece a troca de saberes sistematizados, acadêmico e popular, terá como consequência: a produção do conhecimento resultante do confronto com a realidade brasileira e regional; a democratização do conhecimento acadêmico e a participação efetiva da comunidade na atuação da Academia.

Baseado nesses princípios, o DACA possui dois projetos de extensão com gestão própria, o Amigos do Sorriso e o Curso Pré-Vestibular Popular da FAMEMA, que você irá conhecer nas próximas páginas; e ainda constrói lutas conjuntas ao coletivo feminista Ana Montenegro, ao Fórum Popular de Saúde Mariliense e o projeto de extensão “Saúde no Campo” em conjunto com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

A extensão é um espaço aberto para reformulação e criação de novas iniciativas e projetos para qualquer estudante da FAMEMA que queira, para além de se formar um médico, se formar um agente de transformação social em sua passagem pela Faculdade. Venha fazer parte dessa construção!

Apoio