Eleita nova gestão 2013/2014 “Cala a boca já morreu”

Carta de apresentação da chapa “Cala a boca já morreu!” para gestão do Diretório Acadêmico Christiano Altenfelder

1472879_595262550545546_854288358_n
Os membros da chapa “Cala a boca já morreu!” vem aos estudantes apresentar suas propostas para o movimento estudantil de medicina da Famema em 2014.

Em 2013, muitas conquistas foram alcançadas pela comunidade da Famema por melhores condições de estudo e de atendimento em saúde à população de Marília, durante a greve geral. Fizemos nossa voz ser ouvida, pela mídia, pela direção da faculdade, pelo estado e até mesmo por muitos colegas que estavam de ouvidos tapados. Ficamos calados por tempo demais e queremos agora ousar, ser ouvidos e de forma ativa, participativa e democrática! Cala a boca já morreu, quem manda na nossa boca é o movimento estudantil da Famema!

E afinal, o que é o movimento estudantil? Entendemos que o movimento estudantil (ME) é um movimento social que atua em resposta às contradições da sociedade na organização e luta dos estudantes, através do debate de seus problemas, em suas causas imediatas e profundas. Atualmente, o ME em geral passa por um processo de esvaziamento. Por afrontar a ordem estabelecida através da luta por transformações na sociedade, os movimentos sociais são criminalizados pela classe dominante que se empenha em reafirmar a cultura política hegemônica e excludente, a qual carrega consigo a marca do autoritarismo. Nesse contexto, o ME enfrenta a apatia e o desinteresse dos estudantes. Ainda assim, consideramos fundamental discutir saúde, educação, entre outras pautas, e mobilizar os acadêmicos para avançarmos nas conquistas do movimento estudantil de medicina.

Acreditamos que para construir suas pautas de luta o Diretório deva ser um espaço profundamente democrático que ouça a todos os estudantes em seu posicionamento e inquietações, construindo debates e formação política que, para além dos fenômenos, levem o estudante a entender a essência das contradições sociais as quais se depara. Gostaríamos de ser o máximo representativos também de nossa base de estudantes, contudo não uma representatividade despolitizada. Queremos representar os interesses daqueles que constroem o debate com a gente, frequentam as assembleias e pleiteiam os espaços democráticos. Queremos ir além do modelo representação que temos hoje no estado burguês. Neste, dispomos da liberdade de escolher nossos representantes, porém nossa participação na vida política se limita a essa escolha (pelo voto) e qualquer tentativa de participação real ou é institucionalizada ou criminalizada. Essa conjuntura gera um distanciamento entre os representantes e representados, resultando numa relação constantemente tensa. Por essa razão, não queremos que você, estudante de medicina da Famema, se sinta simplesmente representado pela entidade DACA, queremos que você participe e ajude a construí-la. Porque o DACA é SEUS!
Nessa perspectiva de construção do movimento com a base, também consideramos fundamental a articulação do ME com o movimento dos professores, trabalhadores, estudantes de pós-graduação e usuários do SUS, a fim de fortalecermos as pautas que foram trazidas a tona na greve de 2013, como a defesa do HC, maior democracia interna e melhorias nas condições de trabalho de professores e trabalhadores técnicos-administrativos de nossa instituição.

Queremos reforçar a continuidade do trabalho realizado em 2013 pelo movimento geral da Famema. Construir as comissões do pós-greve, articular o movimento conjunto, e pressionar e fiscalizar tanto a direção, quanto o estado pela efetivação das reivindicações estudantis colocadas em 2013 será uma de nossas prioridades.

Mas para além da luta e da formação política, queremos que o estudante entenda o Diretório como um espaço de convivência e incentivo de produção de cultura contra-hegemônica. No qual todo e qualquer estudante, se sinta livre de opressões (sejam de gênero, orientação sexual, etnia, curso ou turma da faculdade), hierarquias e tradições retrógradas, objetivando a livre expressão.

Nosso compromisso é com a construção coletiva e combatividade. Por um movimento estudantil que grite, esperneie e faça a transformação que queremos em nossa faculdade e sociedade real!

Toda força à luta dos estudantes!

Chapa 2013/2014 “Cala a boca já morreu!”

Coordenação de Formação política: Finazzi (47) e Yvana (47)
Coordenação de Educação médica: Hzinho (47) e Iago (47)
Coordenação de Comunicação: Hzinho (47), Mãe (47) e Cohen (46)
Coordenação de Extensão: Nathy (47)
Coordenação de Projetos: Gabi (45), Miriane (45), Tcherbo (43) e Du (44)
Coordenação de Cultura: Lucas (45)
Coordenação de Ciência: Mãe (47)
Coordenação Organizacional: Ingrid (46)
Coordenação de Finanças: Gandolphi (46) e Fabiano (46)
Coordenação Local de Estágios e Vivências: Gandolphi (46) e Pati (47)

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

Apoio